Nossa Vocação

A monja beneditina é aquela que procura a Deus durante toda a vida, numa vida de renúncia, silêncio, oração, doação, trabalho, estudo, hospitalidade e vida fraterna.

Ofício Divino

Sete vezes ao dia vamos à Igreja para a oração do Ofício Divino, oração de louvor, ação de graças, súplica e intercessão pela Igreja e pela humanidade.

Nossos Trabalhos

Em nosso mosteiro exercemos os mais variados tipos de trabalhos manuais, como pães, biscoitos, sorvetes, velas, artesanato, iconografia, e outros.

AMIM - Amigos do Mosteiro

Seja um AMIGO DO MOSTEIRO você também!

Qual o seu conhecimento sobre São Bento?

Qual o seu conhecimento sobre São Bento? E a vida monástica beneditina?

Jogue o nosso QUIZ e teste seus conhecimentos nesta área.

Ah! Depois não esqueça de deixar seu recadinho do que achou, hein!?

Bom jogo!

70 anos de Consagração Religiosa de Irmã Maria Eugênia, OSB

“𝑸𝒖𝒆𝒎 𝒅𝒆𝒊𝒙𝒂 𝒆𝒏𝒕𝒓𝒂𝒓 𝑪𝒓𝒊𝒔𝒕𝒐 𝒏𝒂 𝒔𝒖𝒂 𝒗𝒊𝒅𝒂 𝒏𝒂̃𝒐 𝒑𝒆𝒓𝒅𝒆 𝒏𝒂𝒅𝒂, 𝒏𝒂𝒅𝒂, 𝒂𝒃𝒔𝒐𝒍𝒖𝒕𝒂𝒎𝒆𝒏𝒕𝒆 𝒏𝒂𝒅𝒂 𝒅𝒐 𝒒𝒖𝒆 𝒇𝒂𝒛 𝒂 𝒗𝒊𝒅𝒂 𝒍𝒊𝒗𝒓𝒆, 𝒃𝒆𝒍𝒂 𝒆 𝒈𝒓𝒂𝒏𝒅𝒆.”(𝑷𝒂𝒑𝒂 𝑩𝒆𝒏𝒕𝒐 𝑿𝑽𝑰) Hoje a nossa comunidade está em festa! Nossa queridíssima Ir. Maria Eugênia, OSB, aos seus 93 anos de idade, comemora 70 ANOS DE...

Missa da Solenidade de Nosso Pai São Bento

🎶"O que os profetas cantaram e a Lei Divina narrou, Bento na graça e no nome com sua vida ilustrou..."🎶 Aconteceu ontem, dia 11 de julho, às 10:30h, a Missa da Solenidade de Nosso Pai São Bento. Tivemos a presença de nossos irmãos franciscanos, tendo como celebrante,...

Deixe o seu comentário sobre o que achou do novo site do mosteiro, ou sobre o nosso mosteiro.

Não é fácil que este mundo – pelo menos a grande parte dele que obedece a lógicas de poder, riqueza e consumo – compreenda a vossa vocação especial e a vossa missão escondida, e contudo tem uma necessidade imensa dela. Como o marinheiro no mar alto precisa do farol que indique a rota para chegar ao porto, assim o mundo tem necessidade de vós. Sede faróis para os que estão perto e sobretudo para os afastados. Sede tochas que acompanham o caminho dos homens e mulheres na noite escura do tempo. Sede sentinelas da manhã (cf. Is 21, 11-12) que anunciam o nascer do sol (cf. Lc 1, 78). Com a vossa vida transfigurada e com palavras simples ruminadas no silêncio, indicai-nos Aquele que é caminho, verdade e vida (cf. Jo 14, 6), o único Senhor que oferece plenitude à nossa existência e dá vida em abundância (cf. Jo 10, 10). Gritai-nos como André a Simão: «Encontramos o Messias» (cf. Jo 1, 40); anunciai, como Maria de Magdala na manhã da ressurreição: «Vi o Senhor!» (Jo 20, 18). Mantende viva a profecia da vossa existência doada. Não tenhais medo de viver a alegria da vida evangélica segundo o vosso carisma.

Constituição Apostólica Vultum Dei Quaerere - Papa Francisco