Nossa Vocação

A monja beneditina é aquela que procura a Deus durante toda a vida, numa vida de renúncia, silêncio, oração, doação, trabalho, estudo, hospitalidade e vida fraterna.

Ofício Divino

Sete vezes ao dia vamos à Igreja para a oração do Ofício Divino, oração de louvor, ação de graças, súplica e intercessão pela Igreja e pela humanidade.

Nossos Trabalhos

Em nosso mosteiro exercemos os mais variados tipos de trabalhos manuais, como pães, biscoitos, sorvetes, velas, artesanato, iconografia, e outros.

AMIM - Amigos do Mosteiro

Seja um AMIGO DO MOSTEIRO você também!

Qual o seu conhecimento sobre São Bento?

Qual o seu conhecimento sobre São Bento? E a vida monástica beneditina?

Jogue o nosso QUIZ e teste seus conhecimentos nesta área.

Ah! Depois não esqueça de deixar seu recadinho do que achou, hein!?

Bom jogo!

Jubileu de Prata da Madre Abadessa Maria Auxiliadora, OSB

Aconteceu no dia 09 de março, em nosso mosteiro, a comemoração dos 25 anos de Profissão Monástica de nossa Madre Maria Auxiliadora, OSB. Contamos com a presença de:*Dom Gregório Paixão, OSB, Bispo diocesano de Petrópolis/RJ, que celebrou a Santa Missa em Ação de...

O Dia de São Bento

O nosso Mosteiro têm regra de vida escrita por São Bento de Núrsia. São Bento organizou a vida monástica e compeliu algumas regras para os monges, tais regras foram adaptadas para os mosteiros femininos através de Santa Escolástica, irmã de São Bento. Com a festa de...

Hello world!

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start writing!

Deixe o seu comentário sobre o que achou do novo site do mosteiro, ou sobre o nosso mosteiro.

Não é fácil que este mundo – pelo menos a grande parte dele que obedece a lógicas de poder, riqueza e consumo – compreenda a vossa vocação especial e a vossa missão escondida, e contudo tem uma necessidade imensa dela. Como o marinheiro no mar alto precisa do farol que indique a rota para chegar ao porto, assim o mundo tem necessidade de vós. Sede faróis para os que estão perto e sobretudo para os afastados. Sede tochas que acompanham o caminho dos homens e mulheres na noite escura do tempo. Sede sentinelas da manhã (cf. Is 21, 11-12) que anunciam o nascer do sol (cf. Lc 1, 78). Com a vossa vida transfigurada e com palavras simples ruminadas no silêncio, indicai-nos Aquele que é caminho, verdade e vida (cf. Jo 14, 6), o único Senhor que oferece plenitude à nossa existência e dá vida em abundância (cf. Jo 10, 10). Gritai-nos como André a Simão: «Encontramos o Messias» (cf. Jo 1, 40); anunciai, como Maria de Magdala na manhã da ressurreição: «Vi o Senhor!» (Jo 20, 18). Mantende viva a profecia da vossa existência doada. Não tenhais medo de viver a alegria da vida evangélica segundo o vosso carisma.

Constituição Apostólica Vultum Dei Quaerere - Papa Francisco